Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Prova Vertical Meruge

por cegosporprovas, em 30.05.14

Foi no passado dia 27 de Maio que o grupo “ Cegos por Provas” esteve presente em mais um evento único. Uma prova vertical de Meruge Branco e Meruge Tinto, o evento foi conduzido pela Ivone Ribeiro da Garage Wines, que mais uma vez nos encantou com a sua hospitalidade, e contou com a presença do enólogo Paulo Ruão da empresa Lavradores de Feitoria.

As colheitas em prova foram: Nos brancos 2011,2010 e 2009; Nos tintos 2010,2007 e 2005.

 

O Meruge branco é feito com a casta Viosinho e foi alvo de experiencias em relação ao tipo de carvalho usado nas barricas (português, francês, russo e húngaro), tendo a opção final recaído no carvalho Português não tostado (cru) com evidentes benefícios no carácter particular deste branco. Trata-se de um vinho com um perfil fresco, com boa acidez, boa fruta, mineralidade e com boa capacidade de guarda.

 

Já o Meruge tinto é um vinho de terroir proveniente de uma vinha virada a norte, com 80 % de tinta Roriz e 20% de vinhas velhas. É um vinho, ao estilo da Borgonha, de carácter fresco, elegante, macio e suave para o qual contribuiu a pouca extracção na vinificação.

 

Os vinhos foram pontuados de 0 a 20 e por opção do enólogo foram provados dos mais novos para os mais velhos.

 

Meruge branco 2011

Nariz floral de tília e camomila, pêssego, a abrir para alguma fruta em passa, leve mineralidade. Na boca, depois de um ataque doce, mostra-se fresco e untuoso, o final é persistente.

Nota: 16.5

 

Meruge Branco 2010

No nariz mostra-se mais fechado e mineral que o 2011, alguma manteiga e apontamentos fumados. Na boca mostra-se fresco, untuoso, com a madeira bem integrada e com a acidez no ponto.

Nota: 17

 

Meruge Branco 2009

No nariz abunda a fruta tropical, algo cítrico, notas de flor de laranjeira. Na boca é untuoso com apontamentos de levedura. Mineralidade impecável. Um grande branco.

Nota: 17.5

 

A prova dos brancos decorreu pela ordem apresentada. No nariz é curioso a diminuição da fruta no 2010 em relação ao 2011 para logo depois voltar a aparecer em força no 2009. Este facto pode dever-se ao desaparecimento do carácter amadeirado (que apesar de ligeiro está presente) ao longo da guarda em garrafa, o que faz reaparecer toda a fruta em abundância.

 

Meruge Tinto 2010

No nariz: Fruta macerada, violetas, notas de cacau e baunilha. Boca com taninos firmes, algum vegetal, madeira bem presente, acidez marcante o que o torna gastronómico, final longo e persistente.

Nota: 17.5

 

Meruge Tinto 2007

Mais oxidado que o anterior com evidentes aromas de couro e fruta preta macerada. Na boca mostra potencia, alguma resina, taninos afinados. Sente-se um “pico de boca” provavelmente provocado pela fermentação malolática .

Nota: 16.5

 

Meruge Tinto 2005

 Vermelho bonito com reflexos acastanhados; No nariz mostra-se complexo, com fruta macerada, musgo, cogumelo, um pouco vegetal. Na boca é fabuloso, fresco e elegante com taninos aveludados e um longo fim de boca. Guardaria este 2005 para beber, com grande prazer, numa conversa de sofá entre amigos pois não precisa de comida para agradar.

Nota:18

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:23


1 comentário

De Carmen a 30.05.2014 às 12:39

Muito Obrigada, aos cegos, por esta informação.

Comentar post



Grupo de amigos com excelente visão e melhor olfato! (ligeiramente gabarolas e com descomunal auto-estima, consta)

Mais sobre nós

foto do autor


Mensagens

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2014

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Comentários recentes



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D